6 de agosto de 2018

Pasmem: Candidata pela 5ª vez, Roseana Sarney diz sofrer preconceito contra o nome

Hudson Corrêa/Época - Roseana Sarney fecha a janela de enormes folhas de madeira na mansão do bairro Calhau, em São Luís, onde mora o ex-presidente José Sarney. Ela tem medo de pegar um resfriado com o vento nas costas. O dia está quente, mas o mar, que se avista da sala, assopra uma brisa agradável. A ex-governadora quer voltar ao poder no Maranhão, Estado que comandou de 1995 a 2002 e de 2009 (com a cassação do adversário Jackson Lago) a 2014. Avalia que está em situação mais confortável do que o governador Flávio Dino (PCdoB).
"Tenho a grande vantagem de a responsabilidade de ganhar a eleição ser dele, não minha"afirmou.
Flávio Dino fará campanha batendo no discurso de que uma vitória de Roseana significará a volta ao atraso do Estado, onde quase metade da população depende do Bolsa Família, 14% são analfabetos e 19% vivem na pobreza extrema. Dino responsabiliza a família Sarney.
"Existe preconceito contra o nome (Sarney), o nordestino e a mulher. Fui a primeira mulher eleita governadora de um Estado brasileiro, isso em 1994. Até falei no meu discurso sobre o preconceito contra as minorias. Nós sofremos preconceito. Sou nordestina e filha de José Sarney, mas o povo sabe o que ele quer", disse Roseana.

Nenhum comentário: