28 de setembro de 2017

Com Flávio Dino, economia do Maranhão tem números acima da média nacional

Modernização do Porto do Itaqui, motor de crescimento do Maranhão (Handson Chagas)
O Governo Flávio Dino chegou aos mil dias nesta terça-feira (26) com resultados e indicadores econômicos mais sólidos do que a maioria dos demais estados brasileiros. Entre eles, estão o crescimento do PIB e a saúde fiscal.
Um recente estudo do Santander mostra que a economia maranhense deve ter o segundo maior aumento entre todos os estados neste ano de 2017. O “Mapa da recuperação econômica” prevê que o PIB maranhense vai subir 3,1% no ano, abaixo apenas dos 5,1% de Goiás.
Boa parte da explicação para o desempenho positivo está na forte presença dos investimentos públicos do Governo do Estado.
Segundo o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), houve uma expansão real de R$ 218,3 milhões nos investimentos públicos entre janeiro e junho deste ano. Isso equivale a uma alta de 26,1%.
Uma reportagem publicada no Valor Econômico desta terça-feira (26) mostra que o total dos investimentos estaduais caiu 15,9% no primeiro semestre em todo o país, na comparação com o mesmo período do ano passado. Mas o Maranhão vive uma situação diferente. “Segundo os relatórios, os investimentos no Maranhão cresceram 17,9% de janeiro a junho contra igual período de 2016”, afirma o jornal.