Moto Legal

14 de fevereiro de 2017

Depois de debochar de Janot, Sarney perde a primeira batalha

Marrapá - O ex-presidente José Sarney (PMDB) foi pego de surpresa pelo Supremo Tribunal Federal com a abertura de inquérito contra ele para investigar se houve crime de embaraço às investigações da Operação Lava Jato. O velho oligarca estava tranquilo em relação ao novo pedido do procurador Rodrigo Janot, feito no início da semana, e agora virou réu no processo.
Em um almoço no Palácio do Itamaraty, Sarney chegou a debochar de Rodrigo Janot, classificando a nova investida de “matéria requentada”, devido ao fato do procurador ter utilizado novamente as gravações do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. O peemedebista apostava que o ministro Eduardo Fachin, relator da Lava Jato no STF, tomaria a mesma atitude do falecido Teori Zavaschki que havia negado o pedido, mas foi surpreendido.
Depois de uma semana cheia de vitórias políticas, com indicação de João Alberto (PMDB) para a vice presidência do Senado e Lobão (PMDB) para a Comissão de Constituição e Justiça, Sarney foi dormir de cabeça quente sabendo que Janot não desistiu dele. Isso tem assustado Sarney diariamente.

Nenhum comentário: