SAÚDE

15 de junho de 2016

Vergonha! André Fufuca e Alberto Filho votaram para 'salvar' Eduardo Cunha de cassação

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Federal aprovou por 11 votos a favor e 9 contra o relatório do deputado Marcos Rogério (DEM-RO) pela cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) por quebra de decoro parlamentar.

A reunião do Conselho de Ética concluiu nesta tarde, depois de oito meses, o processo contra o presidente afastado da Câmara.

Mesmo com todas as provas contra Eduardo Cunha, os deputados maranhenses titulares da Comissão de Ética votaram contra a cassação. Alberto Filho (PMDB) sempre deixou claro que é contra a cassação de Cunha. André Fufuca também votou contra. Ele é presidente estadual do PP e principal cabo eleitoral de Wellington do Curso (PP).

Eduardo Cunha foi acusado de ter mentido à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, em março de 2015, ao declarar não possuir contas no exterior e não ter participado do esquema de corrupção investigado na estatal pela Operação Lava Jato.

A expectativa agora é que ele recorra à Comissão de Constituição e Justiça, a principal da Câmara, composta por 66 deputados.

Caso a CCJ decida a favor de Cunha, seus opositores devem apresentar recurso diretamente ao plenário da Câmara para tentar colocar em votação o relatório pela cassação.

São necessários 257 votos (maioria simples) para aprovar a perda de mandato. Como a votação é aberta, opositores do peemedebista confiam na pressão da sociedade para cassar o deputado.

Nenhum comentário: