SAÚDE

19 de maio de 2016

​“O Itaqui é do povo do MA”, defende Bira sobre proposta de federalização do Porto do Itaqui

Na manhã desta quarta-feira (18), o deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) defendeu o Porto do Itaqui, defendeu a importância dele para o desenvolvimento do Maranhão e classificou proposta de federalização como esdrúxula a absolutamente execrável. Ele ainda denunciou que, por trás da proposta, há uma movimentação muito maior, com o objetivo de enfraquece o Estado do Maranhão, o que pode causar enorme prejuízo ao povo maranhense.

“O Itaqui é nosso! O Itaqui pertence ao povo do Maranhão e, portanto, é fundamental destacar a importância que este Porto tem para o desenvolvimento do Estado, o que ele representa, os avanços obtidos pela boa gestão que vem sendo conduzida pelo Ted Lago e pelo Governador do Maranhão Flávio Dino”.

O Porto do Itaqui, que já foi federalizado e, em 2001, passou para a administração estadual, é um dos maiores patrimônios que o Maranhão possui atualmente. Alvo de descaso, que Bira atribuiu à ineficiência das sucessivas gestões e inoperância na condução das metas, somente a partir do Governo Flávio Dino, o Porto conseguiu se estabilizar e ultrapassar as metas. Com previsão de R$ 309 mil de lucro para o ano de 2015, o Itaqui alcançou o lucro de R$ 68 milhões somente. O feito só foi alcançado, segundo o socialista, devido à boa gestão, que mostra resultados efetivos com um lucro se reverte em favor da população.

“Só para ter uma ideia, ano passado o Porto do Itaqui tinha contratos absurdos, que graças à boa gestão foram realinhados. Para se ter uma ideia, o contrato de administração de software, em 2014, consumiu R$ 27 milhões. Vinte e sete milhões somente em 2014, isso hoje não é mais uma realidade. A vigilância privada custava R$ 11 milhões, hoje caiu para R$ 05 milhões, tinha um contrato de combate a pragas que era R$ 700 mil por ano e esse contrato foi reduzido para R$ 34 mil por ano”, pontuou.

Bira adiantou ainda que, para o ano de 2016, está previsto o investimento na ordem de de R$ 1,3 bilhão no estado do Maranhão. "Nós vamos abrir mão disso? Nós vamos renunciar a esse patrimônio? A essa fonte de recurso e de Receita para o estado do Maranhão? Eu não posso acreditar nisso. Não posso imaginar que uma pessoa que se diz maranhense, que se diz liderança política possa defender uma proposta como essa. E diminuição do patrimônio do Estado, afetando as Receitas do Estado e alcançando duramente os resultados que impactam positivamente na vida da nossa população", ressaltou ao reafirmar que a proposta de federalização é um retrocesso absoluto e que o Maranhão já venceu o atraso.

Bira concluiu lembrando que vários estados brasileiros têm portos, é o exemplo do SUAPE em Pernambuco.  E que nenhum Estado quer abrir mão deles porque entendem que os Portos são vetores importantes para o desenvolvimento de qualquer Estado. "Não vai ser aqui no Maranhão que vamos deixar uma proposta como essa prosperar. Portanto, vamos juntar as nossas forças e tenho certeza que esta Casa vai se irmanar nessa luta e não vai aceitar qualquer proposta que diminua ou ataque o patrimônio do povo maranhense. O Itaqui é nosso e não vamos abrir mão", concluiu.

Nenhum comentário: