Moto Legal

30 de janeiro de 2016

Porto do Itaqui cresce 21% e fecha 2015 com recorde histórico

70
As movimentações de cargas no Porto do Itaqui cresceram 21% em 2015. O fato fez com que o Porto fechasse o ano com recorde histórico de 21,8 milhões de toneladas. O resultado é fruto da revisão dos processos administrativos e operacionais da empresa, a padronização e melhoria de equipamentos para carga e descarga de granéis sólidos e a entrada em operação do Terminal de Grãos do Maranhão, o Tegram.
Dois outros recordes foram batidos em 2015. Em agosto, o Porto bateu o recorde de movimentação mensal, com 2,177 milhões de toneladas de cargas movimentadas, e ainda em outubro, a marca do ano anterior foi superada, com 18,10 milhões de toneladas de cargas movimentadas.
O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago, afirma que esses resultados não são somente do Porto do Itaqui, mas de todo o Maranhão. “A missão que nos foi confiada pelo governador Flávio Dino é consolidar o Porto do Itaqui como meio de desenvolvimento para o Maranhão. Desde o primeiro dia de trabalho estamos focados nos resultados que possam integrar as riquezas que passam pelo porto com oportunidades para geração de renda e melhora da qualidade de vida dos maranhenses”.
Também em 2015, houve a implantação de um sistema de controle de acesso ao Porto, garantindo mais segurança, produtividade e melhoria no fluxo de caminhões. A otimização dos procedimentos de segurança e a melhoria da gestão das operações ocasionou também a redução de 52% no tempo médio de espera de navios: de 85h para 44h em carga geral e de 336h para 170h em granéis sólidos.
Economia
No campo financeiro, o Porto do Itaqui avançou, com grande redução de custos operacionais e despesas administrativas na ordem de R$ 32 milhões, (26% menos que o realizado em 2014), margem EBTIDA (indicador financeiro que mede a rentabilidade) de 49% (índice que em 2014 ficou em 0,08%). Houve também economia de R$ 1,3 milhão com a suspensão de bônus e gratificação para presidente, diretores e gerentes. O lucro líquido atingiu R$ 68,2 milhões – o orçamento aprovado em 2014 previa R$ 300 mil para 2015.
Outros investimentos
Também em 2015, foram realizadas obras estruturais, como drenagem, reformas, pavimentação e instalação de uma unidade do Corpo de Bombeiros. Outros esforços foram feitos pelo Governo do Estado para regulamentar o serviço de ferry-boats. Para 2016, o Governo do Estado anunciou investimentos na ordem de R$ 200 milhões, somados a investimentos privados, para movimentação da economia. O plano completo será anunciado pelo Governador Flávio Dino em evento hoje (29), no Palácio Henrique de La Rocque, para apresentação de resultados e investimentos no Porto.

Nenhum comentário: