Moto Legal

24 de novembro de 2015

Caso Maisa: Polícia usa bombas de efeito moral, balas de borracha para dispersar multidão em Urbano Santos

Foto: Antenor Ferreira
Clima tenso na pequena cidade de Urbano Santos. Na tarde desta terça-feira (24) informações dão conta de que polícia conduziu até a delegacia do município um dos suspeitos do estupro da pequena Maísa, 6, que após violentada sexualmente foi abandonada em um matagal na noite de sábado (21) e somente encontrada no dia seguinte, já agonizando, socorrida não resistiu e morreu horas após.
A notícia da suposta prisão de um dos suspeito, logo se espalhou na cidade e com efeito uma multidão se aglomerou próximo ao distrito policial, o suficiente para alguns exaltados começar um motim para tentar invadir a delegacia, resgatar o suspeito e consequentemente linchá-lo. Mas segundo o superintendente da Polícia Civil do interior, Delegado Dircival Gonçalves, os tais suspeitos, na verdade eram testemunhas do caso que prestariam depoimento afim de colaborar com as investigações, e consequentemente, a polícia chegar aos principais envolvidos no crime.
O Delegado responsável pelas investigações pediu reforço policial e até um helicóptero do GTA foi usado para dispersar os curiosos, que tentavam invadir a delegacia. Para conter a fúria da população foram disparados balas de borracha e bombas de efeito moral contra a multidão, por medida de segurança, os depoimentos foram transferidos para Chapadinha, onde fica a delegacia regional.

Nenhum comentário: