Obras Mais Asfalto

26 de novembro de 2015

Caso Maisa: "Eu queria apenas me divertir com a criança", afirma estuprador

Suspeito durante entrevista ao repórter Willian Viera da TV Cidade de Itapecuru-Mirin
Um dos crimes de maior repercussão no Estado do Maranhão e que abalou a pequena cidade de Urbano Santos (262 km distante de São Luis), fez com que policiais da SPCI sob o comando do Secretário de Segurança Pública do Maranhão, Delegado Jefferson Portela prendessem na tarde desta quarta-feira (25), Jose de Ribamar Protácio, 26, o "Diguinê", ele foi apontado por uma das testemunhas ouvidas pela polícia na tarde de ontem (24) como sendo o principal suspeito de ter estuprado e matado a pequena Maisa Moreno de apenas 6 anos de idade. Ele foi conduzido para a delegacia regional de Itapecuru-Mirin, onde confessou o crime, em seguida foi transferido para São Luis num helicóptero do GTA e apresentado numa coletiva de imprensa na sede da SSP na capital maranhense sob forte esquema de segurança. Ao ser preso, Diguinês confessou o crime.
"Eu não queria cometer o assassinato, apenas queria me divertir com a criança" disse. O criminoso ainda relatou que introduziu o dedo nas partes íntimas da criança para se satisfazer e depois deixou ela no mato onde sangrou das 22h de sábado até as 9h40min do domingo, quando foi encontrada por algumas crianças que procuravam castanhas na mata próximo a casa da vítima.
Maisa foi socorrida, levada para o hospital da cidade onde não resistiu aos ferimentos causados pelos abusos e morreu. 

Nenhum comentário: