Moto Legal

12 de agosto de 2015

Ricardo Murad revela em rede social que poderá ser pela Polícia Federal

Marrapá - Ricardo MuradAlvo de sérias investigações no Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado, Polícia Civil do Maranhão e Assembleia Legislativa do Estado, o ex-secretário Ricardo Murad (PMDB) acusou o golpe…

Em postagem nas redes sociais, ele acaba de admitir que poderá ser preso nos próximos dias pela Polícia Federal em razão das diversas irregularidades detectadas na execução do programa Saúde é Vida e na contratação das Oscips e prestadoras de serviços para a Secretaria Estadual de Saúde (SES) do governo Roseana Sarney.

“Tomei conhecimento, hoje, por fontes muitíssimas bem informadas do Palácio dos Leões, de uma operação da Polícia Federal, na iminência de ser deflagrada com entusiasmo e conhecimento prévio do governador Flávio Dino e de seu irmão Nicolau Dino, sub-procurador geral da República, cujo objeto seria busca e apreensão em residências e empresas (Litucera e Lavatech, dentre diversas outras), além da prisão de 14 pessoas, dentre as quais destaco: dirigentes do ICN, Bem Viver, e a minha, que encaram como troféu”, revela o cunhado da ex-governadora do estado.

No texto, Murad avisa que já protocolou um habeas corpus preventivo nas instâncias da Justiça Federal do Maranhão e do Tocantins, e se coloca à disposição dos órgãos de investigação para prestar qualquer tipo de esclarecimento, temendo o constrangimento de sair algemado em uma operação de busca e apreensão.

“Estou – como sempre estive – à disposição da justiça para prestar todo e qualquer esclarecimento que seja necessário. Ponho, de igual modo, todos os meus sigilos à disposição das autoridades imparciais para verificações que entenderem suficientes à comprovação de minha correção à frente da SES. Meus endereços – em São Luís e em Coroatá – igualmente estão abertos sem necessidade de busca”, diz Murad.

Nenhum comentário: