Obras Mais Asfalto

22 de junho de 2015

Vereador do PT de São Mateus foi beneficiado pelo Bolsa Família

Quando você pensa que já viu de tudo, aí aparece cada coisa e você percebe que ainda não viu foi nada.

O blog do Neto Ferreira publicou no início da tarde hoje (22), mais uma suspeita de fraude por parte do vereador pelo PT de São Mateus, e em meio aos grandes escândalos do partido no Brasil, eis que contra um membro da sigla em São Mateus surge, mais um a "falha" na conduta do vereador. Mário Veras, mesmo empregado como vereador, recebeu seguro-desemprego, agora é descoberto por suspeitas de ter sido beneficiado irregularmente pelo programa Bolsa Família do Governo Federal, recebido por sua esposa. Pelas informações recebidas pelo blog o vereador já devolveu as parcelas recebidas indevidamente do Bolsa Família, ato este que deverá apenas atenuar sua situação diante da justiça, porém, o mesmo não será absolvido, o caso deverá ser repassado à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal que devem tomar as medidas cabíveis.

Abaixo segue a matéria do Blog do Neto Ferreira:

Registros do Portal da Transparência do Governo Federal mostram que Olinda Tavana Guedes, esposa do vereador de oposição em São Mateus, Mario Marcos Sousa Veras (PT), era beneficiária do programa Bolsa Família até 2014. Do início dos saques até janeiro de 2014, foram destinados a Olinda Tavana mais de R$ 4 mil reais.
De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, mesmo em 2013, quando Mario Marcos tinha assumido como vereador, sua esposa não cancelou o cadastro. A esposa do vereador não se enquadra nos requisitos do programa, a renda per capita familiar ultrapassa R$ 100.
O benefício para a esposa do vereador, segundo mostra documento abaixo, levou o Governo Federal a adotar procedimento administrativo para cobrança de ressarcimento dos valores do Beneficio do Programa Bolsa Família, sacados irregularmente. Este caso envolvendo a família do vereador deverá ser repassado à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal que devem tomar as medidas cabíveis.
Mario Marcos Sousa Veras, aliado político do pretenso candidato a prefeito Genilson Alves, ambos do PT, também fraudou o seguro desemprego de pescador artesanal. Ele sacou em 2013 mais de R$ 2 mil reais, algo em torno de quatro parcelas do benefício do Governo Federal.
Criados para retirar pessoas da extrema pobreza e assegurar o pescador profissional, o Programa Bolsa-Família e o Seguro-Defeso foram fraudados pela vereador e sua esposa, que podem ser alvo de inquérito policial pelos crimes de estelionato praticados contra União. Mario Marcos pode ter o mandato cassado por improbidade administrativa e quebra de decoro parlamentar.

Nenhum comentário: