SAÚDE

25 de junho de 2015

Trabalhadores vitimas de golpe em SP chegam a São Mateus e são recepcionados por autoridades

Trabalhadores foram recepcionados pelo prefeito e por autoridades do Governo do Estado e Ministério do Trabalho
Os trabalhadores vitimas de golpe em Ribeirão Preto (SP) desembarcaram na noite de hoje (25), em São Mateus do Maranhão (180 km de São Luis) e foram recepcionados pelo Prefeito Miltinho Aragão e auxiliares do governo municipal, por uma comitiva enviada pelo Governo do Estado do Maranhão composta pelo delegado Dircival Gonçalves - superintendente da Polícia Civil do interior, Célia Salazar e a secretaria adjunta de Desenvolvimento Social e por uma comitiva do Ministério do Trabalho composta pelo Procurador do Trabalho, Luciano Aragão e Luis Roberto, chefe  de fiscalização que acompanham o caso, além de familiares que aproveitaram para agradecer o apoio da prefeitura.
Para Dircival Gonçalve, delegado geral da superintendente da Polícia Civil do interior, essa prática criminosa de aliciar trabalhadores do Maranhão para trabalho escravo em outros Estados, já acontece algum tempo e vez por outra, virá manchetes de jornal nacionais, e garantiu que por determinação do Governador Flávio Dino, o caso já está sendo investigado e todas as providências serão tomadas afim de que as pessoas envolvidas em aplicar o golpe do falso emprego nestes trabalhadores serão punidos. "Todas as serão tomadas no sentido de reparar os danos sofridos por estes trabalhadores, e um delegado foi designado exclusivamente para trabalhar no caso, afim de colaborar com os trabalho que serão desenvolvidos pelo Ministério do Trabalho", destacou.

O prefeito Miltinho Aragão (PSB), solicitou ao Governo do Estado, o cadastramento de todos os trabalhadores no Sistema Nacional de Emprego, a solicitação foi prontamente atendida, nesta sexta-feira (26) começará o cadastramento na secretaria de Assistência Social do município. "Este cadastro será para que o sistema possa identificar esses trabalhadores, afim de que possamos utilizar esta mão obra, em serviços que poderão ser disponibilizados nas obras do Governo do Estado, inclusive nas que estão sendo construídas em São Mateus e desta forma vamos impedir que eles possam ser novamente vítima de aliciadores" garantiu o prefeito.
Somente de São Mateus, são oitenta e oito trabalhadores, que juntamente com os demais foram abandonados, na madrugada de domingo (21), em um posto de combustíveis no quilômetro 320 da Anhanguera, em Ribeirão Preto (SP), após receberem uma proposta para trabalhar em obras de construção civil na cidade, na verdade tudo não passou de um golpe.
A recepção aos trabalhadores aconteceu na sede da secretaria municipal de Assistência Social de São Mateus.

Nenhum comentário: