Obras Mais Asfalto

30 de maio de 2015

Policiais presos por envolvimento na execução de Vitória do Mearim, poderão ser expulsos da corporação

O crime bárbaro com característica a de execução e que chocou a população da pacata cidade de Vitória do Mearim (178 km de São Luis), está tomando proporções cada vez maiores, tudo porque a cada instante, nova informações surgem sobre o crime.
Segundo o coronel Marco Antônio Alves, comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão, os militares presos, o sargento Miguel e o soldado Gomes, que atuavam na Companhia Independente de Viana, afirmaram durante depoimento que após o assalto a polícia teria sido acionada e começou então uma perseguição, onde um dos suspeitos de praticar o assalto, identificado como Irinaldo Batalha, 35 anos, teria revidado, dando início a uma troca de tiros. Ele explicou ainda que os policiais relataram que o vigia Luíz Carlos estava na viatura acompanhando a ação. “Os militares disseram que o vigilante era uma pessoa conhecida na cidade e sempre dava apoio à polícia, sendo funcionário do município. Ele teria sido levado para trazer a motocicleta após a prisão dos suspeitos e quando o garupa foi atingido e veio ao solo ele teria sido designado para permanecer no local e fazer a segurança da área, uma vez que a perseguição continuou”, declarou.
Diante da grande repercussão que tomou o fato, o Comando da PMMA emitiu nota em que afirma que foi instaurado processo administrativo para investigar a participação dos policiais militares, que, conforme mostram as imagens, deram cobertura para a prática criminosa e determinou apresentações imediatas ao Comando Geral da corporação.

Nenhum comentário: