Obras Mais Asfalto

12 de fevereiro de 2015

Certidão comprova que Miltinho Aragão não responde processo de cassação no TRE-MA



IMG-20150210-WA0115
Domingos Costa - Alguns meios de comunicação incluíram equivocadamente, ou por pura maldade, o nome do prefeito do município de São Mateus, Miltinho Aragão(PSB), como constando na lista dos possíveis prefeitos com risco de cassação no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.
O nome do prefeito Miltinho não apareceu na relação que o TRE-MA fixou prazo para julgamento de processos referentes às eleições 2012, uma vez que não houve sequer ação eleitoral que contestasse o resultado da eleição na época.
Prefeito Miltinnho Aragão(PSB) durante entrevista com o editor do Blog no Município de São Mateus.
Nesta terça-feira 10/02, o Cartório da 84º Zona Eleitoral emitiu certidão que verifica inexistência de quaisquer ações cíveis e criminais incluindo pedido de cassação perante à Justiça Eleitoral.
Em São Mateus, a diferença de votos no resultado da eleição foi monstruosa.  Miltinho Aragão(PSB) obteve 12.622 votos, o segundo colocado, Genilson Alves (PT), ficou com  4.873 votos. Portanto, a diferença foi de quase 8 mil votos.
Na determinação do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão no inicio do mês, estabeleceu que os processos referentes às eleições do ano de 2012 conclusos, devem ser sentenciados no prazo improrrogável de 30 dias e os demais (em fase de instrução e/ou que não estejam suspensos) julgados em até 60 dias.
Em sua totalidade, são 66 processos que tramitam na Justiça Eleitoral, e podem por consequência, levar à cassação de mandatos dos gestores municipais. Segundo a Corregedoria Regional Eleitoral, pelo menos 27 prefeitos ainda irão a julgamento acusados de crimes como abuso de poder econômico e captação ilícita de votos.
No entanto, o prefeito Miltinho não está nessa lista negra, muito pelo contrário, sua gestão à frente da Cidade de São Mateus segue caminho a passos firmes e rumo ao desenvolvimento pleno daquele Município.


Fonte: www.domingoscosta.com.br

Nenhum comentário: