30 de setembro de 2014

Polícia Rodoviária Federal realiza mega operação em São Mateus


Aumento no número de acidentes na cidade foi o que motivou a realização da operação, informou a PRF
A Polícia Rodoviária Federal realizou nesta segunda-feira (30) uma mega Blitz na BR-135, no perímetro urbano de São Mateus do Maranhão. O objetivo é fiscalizar irregularidades em veículos automotores e principalmente em motocicletas, a operação faz parte do treinamento dos novos policiais inseridos na corporação da Superintendência do Maranhão.
Várias motos já foram apreendidas e a polícia não divulgou quando encerra a fiscalização. Veículos e motos estão sendo abordados e a intenção é chamar a atenção da população para o uso dos equipamentos obrigatórios como o capacete e os riscos de conduzir veículo sem possuir carteira de habilitação.
Os veículos apreendidos deverão ser levadas para o pátio da PRF na capital do Estado. Segundo o Policial Rodoviária Almeida comandante da operação, em São Mateus foi registrado um índice elevado de veículos conduzidos por menores de idade e a cidade possui elevado números de acidades envolvendo motocicletas no Estado: "Enquanto São Mateus se manter com esses dados alarmantes no trânsito, a PRF irá realizar esta operação", garantiu. Almeida ainda afirmou que a operação pré-eleição está sendo realizada simultaneamente em todo o Brasil principalmente naquelas cidade mais críticas em relação ao controle do trânsito, em São Mateus a mega operação envolveu patrulheiros de vários Estados como Ceará, Bahia, Rio Grande do Sul e Maranhão, foram utilizadas 14 viaturas e 30 policiais com um saldo de 30 veículos apreendidos entre motos e carros.

Número de mortes em acidente com moto sobe 263,5% em 10 anos
Um estudo inédito sobre a violência no trânsito, realizado pelo Instituto Sangari por meio da análise de 1 milhão de certidões de óbito em todo o mundo, revelou que o Brasil é o segundo país do mundo em vítimas fatais em acidentes envolvendo motocicletas, com 7,1 óbitos a cada 100 mil habitantes. O Mapa da Violência 2012, publicado pela revista Veja, mostra que apenas no Paraguai se morre mais, com 7,5 óbitos por 100 mil habitantes. A situação no Brasil e no vizinho sul-americano é bem diferente do terceiro colocado no ranking global: a Tailândia tem taxa de 4,6 óbitos por 100 mil habitantes, enquanto Colômbia aparece em quarto, com 4,2 óbitos, e Chipre fica com o quinto lugar, com 3,7 óbitos.

Nenhum comentário: