Obras Mais Asfalto

26 de abril de 2014

Num encontro recheado por tumulto e muito bate-boca PT do Maranhão decide manter aliança com PMDB

Momento da votação em que o partido decidiu manter aliança com o PMDB. Foto: Jonatas Carlos

Terminou agora pouco o encontro estadual de tática eleitoral do PT maranhense que sem apresentar grandes novidades decidiu pela manutenção da aliança com o PMDB. O encontro teve acompanhamento do Secretário Nacional de Organização do partido, Florisvaldo de Souza ele que é apadrinhado político do deputado federal pelo Paraná André Vargas, suspeito de atuar como espécie de lobista do doleiro Alberto Youssef, que foi preso em São Luís pela Polícia Federal sob a acusação de ter lavado algo em torno de R$ 10 bilhões em sete estados, incluindo o Maranhão. Ontem na abertura do encontro Florisvaldo lamentou pelo fato do deputado ter pedido desfiliação do Partido dos Trabalhadores na tentativa de preservar o partido e que o mesmo está sendo vítima da imprensa declarou.
Durante todo o dia de hoje, no auditório do Hotel Praia Mar, houve muita discussão e bate-boca entre os delegados, alguns deles quase foram a vias de fatos. A maioria dos delegados já estavam certo da vitória da tese de aliança com o PMDB, diante do exposto militantes ligados ao bloco que defendia apoio a candidatura de Flávio Dino (PCdoB) não participaram do encontro; outra corrente contrária a aliança com o PMDB foi a ala ligada ao vice-presidente do diretório Augusto Lobato que defendia candidatura própria apontando Genilson Alves para candidato a governador pelo partido. Apurada a votação que decidiu qual o futuro do partido, a tese de aliança com o PMDB venceu com 148 votos contra 61 que defendiam candidatura própria. Com o anúncio do resultado os 61 delegados derrotados na votação esvasiaram o plenário por entender que não tinha mais sentido contribuir com o debate.
Com a definição de aliança com o grupo Sarney o PT além de se manter na base do Governo Roseana, mesmo que em secretarias sem expressividades administrativa e política, o PT indicará o candidato a vice-governador na chapa encabeçado pelo enrolado suplente de senador Edinho Lobão (PMDB), quanto a definição do nome a ser apresentado, um novo encontro foi marcado para o mês de maio próximo, na disputa está o atual presidente do diretório estadual Raimundo Monteiro e o ex-secretário do governo Rosena Sarney, Antonio Heluy.

Abaixo entrevista com Nelsinho delegados no encontro do PT:


Confira entrevista com Genilson

Nenhum comentário: