Moto Legal

25 de março de 2014

Bateu o desespero: Jornalista do grupo Sarney usa nome da filha para atacar Flávio Dino

Além das mentiras e factoides publicados diariamente em jornais, blogs e rádios, o staff da pré-candidatura de Luís Fernando Silva (PMDB) – que não consegue subir nas pesquisas de intenção de voto para o governo do Maranhão nem com “reza braba” – agora tem utilizado sites apócrifos e perfis em redes sociais para disseminar baixarias contra a oposição.
A maioria dos textos covardes são publicados pelo site denominado “Blog do Seu Riba”, cujo nome faz alusão à prefeitura de São José de Ribamar.
A página está registrada em nome de Paula Caldas, que é filha do jornalista Paulo Carvalho, vulgo “Paulo Curucuru”, um dos principais agressores de Flávio Dino (PCdoB) nas redes sociais.
paula caldas 300x140 Jornalista do grupo Sarney usa nome da filha para atacar Flávio Dino
Registro BR confirma que site é registrado no nome da estudante Paula Caldas
Lotado na Assembleia Legislativa do Maranhão, Carvalho se dedica integralmente a publicar releases em favor de Luís Fernando e produzir textos e achincalhes contra adversários.
No episódio em que Dino, então presidente da Embratur, exigiu da Adidas a retirada do mercado de camisas que faziam apologia ao turismo sexual no Brasil durante a Copa do Mundo, o editor do site chamou Flávio de “bundão” e disseminou várias montagens em que o rosto do comunista aparece associado a um traseiro.
Nas redes, a turma desesperada também alimenta perfis que se dedicam exclusivamente a atacar adversários, sob o comando de Matias Marinho, jornalista pago pela Assembleia Legislativa para coordenar a assessoria do candidato de Roseana Sarney (PMDB).
No Twitter, a conta Monólogos pelo Maranhão (@monologospeloma) escreve diariamente contra opositores.
Em postagem recente no microblog, o perfil chamou o presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, de “rato”; numa outra, disparou uma série de agressões machistas e preconceituosas contra a jornalista Aline Louise, que responde pela assessoria de comunicação de Dino.
O desespero definitivamente bateu na porta do comitê do Picolé de Chuchu.

Nenhum comentário: