24 de janeiro de 2014

Beneficiários do Bolsa Família devem comunicar mudança de escola dos filhos

Secretário Cleyton ao lado das assistentes sociais Janaina e Nida

Com o início do ano letivo, as famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família com filhos entre 6 e 17 anos que irão trocar de escola em 2014 devem comunicar a mudança a Secretária Municipal de Desenvolvimento Social (a extinta Assistência Social) localizada na Rua Benú Lago por trás da da FUNASA.
Em entrevista concedida a nossa equipe de reportagem, o secretário municipal Cleyton Ferreira falou que a comunicação dessas alterações é fundamental para que o acompanhamento da frequência escolar seja feito corretamente e, consequentemente, para a manutenção do benefício. 

“Caso os pais ou responsáveis não comunique a mudança da escola no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, o governo fica inviabilizado de acompanhar a frequência escolar do beneficiário e isso pode implicar na suspensão do benefício e não é possível saber se o estudante cumpre ou não a condicionalidade de educação”, explicou o secretário. 

Manter os filhos matriculados e frequentando as aulas é um dos compromissos que os beneficiários assumem ao serem incluídos no Programa Bolsa Família. A frequência escolar mínima é de 85%, para estudantes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos. Na área da saúde, é exigida a realização de consultas de pré-natal pelas gestantes e a vacinação das crianças de 0 a 6 anos. 

Nenhum comentário: