6 de novembro de 2013

Crédito ou débito? Prostitutas passam a aceitar cartões para pagamento de programa

Depois de investir em capacitação com aulas de idiomas, profissionais do sexo mais uma vez buscam aprimorar o atendimento aos clientes em Minas Gerais. A partir de agora, algumas prostitutas também receberão pelos programas por meio de cartões de crédito e débito. A novidade, segundo a presidente da Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig), Cida Vieira, somente foi possível graças a uma parceria com a Caixa Econômica Federal como ela informou ao G1.
Os clientes poderão ficar tranquilos com a privacidade. Segundo Cida, no comprovante do cartão somente aparecerá que o valor foi gasto em uma prestação de serviço, mas não haverá detalhamento de qual atividade se trata.
A formalização da profissão permitirá às prostitutas também ter cobertura de previdência social, tendo acesso a aposentadoria por idade e invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio-reclusão. O fato de a profissional se tornar uma pessoa jurídica também lhe dará acesso a uma série de programas bancários, como cartão de crédito, com limite entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil, talão de cheques, cheque especial e linha de crédito com taxa de juros mensal de 0,41%.
Acompanhe o Blog SÃO MATEUS EM OFF também pelo Portal 180graus, pela Central de Notícias, pelo Portal Tribuna do Maranhão e pelo Facebook.

Nenhum comentário: