Antes não tinha, agora tem!

10 de novembro de 2013

Clima de tristeza e revolta marca sepultamento de policial morto em São Luis

Chegada do corpo ao cemitério. Foto: Ebnilson

O policial militar Francinaldo Sousa Pereira (PM 577/01), de 41 anos de idade executado na noite de ontem por criminosos que o alvejaram com vários tiros (reveja), foi hoje morto pela segunda vez, desta feita pelo sistema governamental que não está nem aí para os militares maranhenses, cidadãos que arriscam a própria vida em favor do próximo.
Acompanhe o Blog SÃO MATEUS EM OFF também pelo Portal 180graus, pela Central de Notícias, pelo Portal Tribuna do Maranhão e pelo Facebook.
Na tarde de hoje, milhares de pessoa entre eles familiares e amigos de farda, deram o último adeus ao guerreiro que vai, vítima da inoperância do Estado. Francinaldo Sousa Pereira foi sepultado sem se quer ter recebido as honras militares por parte do comando da PM do Maranhão, haja vista que o militar foi morto em pleno serviço.
Nem se quer uma coroa por parte do Governo do Estado ou por parte da cúpula da segurança pública foi enviada ao funeral,  por conta disso foram os próprios colegas de batalhão que contribuíram tirando do próprio bolso para que houvesse ao menos uma coroa de flores e no ato do sepultamento foram os próprios colegas que deram uma salva de tiros em respeito e memória ao companheiro que se foi de forma covarde.

2 comentários:

Claudio disse...

Não são só os policiais do Maranhão que estão correndo risco de vida. Pois esse governantes não estão nem ai para a classe. 2014 vem ai......

Claudio disse...

Infelimente todos os militares do Brasil estão correngo risco de vida, pois os governantes não estão nem ai para a classe. Vocês sabe quanto o governo do maranhão vai deixa de inverti na policia? pois é, seram mais de 4 milhões.