Obras Mais Asfalto

23 de agosto de 2013

LUTO: Morre Padre Victor Asselin um dos primeiros padres que atuou em São Mateus-MA.

Padre e Advogado Victor Asselin

Padre e advogado Victor Asselin é de origem Canadense, mas viveu no Maranhão há mais de quatro décadas, Padre Victor teve um longo trabalhado de base junto aos lavradores maranhenses. Ele foi, em 1975, um dos fundadores da Comissão Pastoral da Terra (CPT) no Brasil. Foi também o seu vice-presidente nacional e primeiro a presidir a Comissão no Maranhão. Em 1982, lançou pela editora Vozes o livro Grilagem, Corrupção e Violência em Terra do Carajás, a partir da daí foi ameaça, processado e um plano para arquiteta sua morte foi montado na época, mesmo diante de ameaças seguiu com tranquilidade até relançar após quase três décadas o mesmo livro em 2009 pela editora Editora Ética. A obra é única no que diz respeito ao mapeamento da grilagem de terra no Brasil.
Para o Padre Victor, era necessário "repudiar os abusos cometidos contra os povos da terra e visualizar uma ação política enérgica contra o latifúndio e contra a grilagem.
Chegou ao Maranhão no dia 31 de julho de 1966 após ter exercido o ensino de filosofia. Na époco tinha apenas dois anos de ordenação.

Causas de sua morte
Padre Victor há pouco mais de dois anos foi para o Canadá, visitar a família como fazia todos os anos, aproveitou para fazer exames de rotina para validar seu registro de seguridade social lá em seu país.
Ao um check up, os médicos descobriram um tipo câncer generalizado, ele passou alguns meses internado e depois os médicos lhe deram alta, para ele passar os últimos dias de vida com a família, segundo a equipe médica que lhe atendia não havia nada ao alcance da medicina que pudesse mitigar a doença.
Recentemente ele piorou agravando ainda mais o seu estado de saúde e foi internado na UTI, onde faleceu nas primeiras horas de hoje (23). O seu corpo está sendo velando no Canadá, desde o anúncio de sua morte, diversas homenagens estão sendo feitas nas redes sociais.

Conheça um pouco mais do Padre Victor Asselin

Chegada ao Brasil
A vinda de Victor para o Brasil, se deu pelo pedido do Papa PIo XII feito aos Bispo que possuiam um grande número de padres em seu clero a colaborar com o envio de alguns destes ao Brasil que necessitava de padres, foi a partir daí que o bispo da sua diocese aceitou enviar alguns padres e fez um contrato com o bispo da diocese de Pinheiro. Os primeiros padres da sua diocese chegaram ao Maranhão em 1955. Ele em 1966.
Em meados da década de 70 período em que a comunidade católica era integrante da Arquidiocese de São Luis, Victon Asselin, foi enviado para São Mateus e na cidade cuidou de orientar os lavradores e a cuidar do pastoreio cristão na cidade, em 2005, ano do jubileu de 50 anos da paróquia de São Mateus, Padre Victor retornou a cidade, onde foi homenageado pelo trabalho desenvolvido na cidade.

O padre advogado
Como advogado atuou desde 1985 atuou nas áreas penal e agrária, e inclusive foi advogado no caso do assassinato do Padre italiano Maurizio Maraglio, morto por pistoleiros em outubro de 1986 em São Luis-MA, nesta época Padre Maurizio era pároco em São Mateus e a cidade vivia um clima tento de conflitos agrários.
Mesmo sendo canadense, Padre Victor Asselin, constuma dizer que foi radicado no Maranhão.

O que pensava sobre a política
"Ser político é uma das vocações mais dignas que o mundo conhece. Aprender a ser político e a "fazer política" é uma aprendizagem corajosa que os tempos atuais exigem. Passar de uma mentalidade mesquinha e fechada - a serviço dos interesses individuais, navegando na promiscuidade entre o público e o privado - para uma mentalidade generosa e aberta, a serviço do "bem comum", só pode se concretizar por pessoas apaixonadas pelo seu povo e por sua pátria."
"O papa Paulo VI escreveu que 'a política é uma maneira exigente de viver o engajamento cristão a serviço dos semelhantes'. Como fazer para que a política seja a "arte do possível"? As eleições dos últimos anos são o resultado de fracassos, de angustias, de demorados sofrimentos, de teimosia no trabalho e de uma fé profunda que sempre nos sustentou. E, apesar de todas as suas ambiguidades e limitações, temos visto resultados inéditos."

Estes são trechos do prefácio que ele (Padre Victor Asselin) generosamente escreveu para o livro Manual Eleitoral 2008 para candidatos, dirigentes partidários e agentes políticos, do meu grande amigo e jornalista Luis Mello Neves.

O livro Grilagem: corrupção e violência em terras do Carajás
Este livro foi reeditado recentemente (teve lançamento em 5 de dezembro de 2009) pela Ética Editora. A obra é única como mapeamento da grilagem de terras no Brasil, desde o Rio Grande do Sul até o Maranhão e o Pará. Mostra, com documentos públicos irrefutáveis, incluindo inquéritos administrativos federais e da Polícia Federal, como se deu a maior fraude cartorial que se tem notícia no mundo e que transferiu milhões de hectares de terras devolutas no país, especialmente no Maranhão, para empresários e empresas, muitas delas sem vínculo com a vida agrária, como o Jornal Folha de São Paulo. No Maranhão a fraude se dava no Cartório de Turiaçu, com a devida sentença favorável do juiz da comarca, Ribamar Fiquene. Fiquene depois seria vice-governador e dono da empresa Faculdade Atenas Maranhense - FAMA, situada na avenida São Luis Rey de França, bairro do Turu.

Acompanhe o Blog SÃO MATEUS EM OFF também pelo Portal 180graus, pela Central de Nocíticas, pelo Portal Tribuna do Maranhão e pelo Facebook.

Nenhum comentário: