Moto Legal

14 de fevereiro de 2013

Em reunião com clero, Bento XVI pede 'verdadeira renovação' da Igreja


O Papa Bento XVI pediu nesta quinta-feira (14) uma "verdadeira renovação" da Igreja Católica, durante encontro com sacerdotes da Diocese de Roma. A reunião já prevista, mas ela teve seu significado ampliado, já que será a última vez que se reúne com eles antes de renunciar ao pontificado, o que deve ocorrer em 28 de fevereiro.
"Temos que trabalhar para que se realize verdadeiramente o Concílio Vaticano II e se renove a Igreja", disse.
O papa entrou apoiado em um bastão, enquanto os aplausos se mesclavam com o canto 'Tu sei Petrus' (Tu és Pedro).Os bispos auxiliares da diocese e as centenas de sacerdotes receberam o papa alemão com aplausos, vivas e outras demonstrações de carinho.
Bento XVI respondeu com um largo sorriso e dando várias vezes obrigado pelas mostras de carinho. Bem humorado, ele contou piadas e falou sobre episódios de seu passado.
'Divisões' da Igreja
Na véspera, durante a Missa de Quarta-Feira de Cinzas, o Papa afirmou que a Igreja "está desfigurada" pela "divisões em seu corpo eclesiástico". "A qualidade e a verdade da relação com Deus é o que certifica a autenticidade de todos os sinais religiosos", disse o pontífice no sermão. Depois, ele denunciou a "hipocrisia religiosa, o comportamento dos que querem aparentar, as atitudes que buscam os aplausos e a aprovação".

'Pelo bem da Igreja'
Mais cedo, na primeira fala em público desde que anunciou sua renúncia, ele disse que tomou a decisão de abandonar o pontificado "em plena liberdade, pelo bem da Igreja".

Bento XVI disse que "orou arduamente e examinou sua consciência" antes de tomar a decisão. O pontífice alemão, de 85 anos, reiterou que está consciente da gravidade da decisão, mas também que está consciente da diminuição de suas forças espirituais e físicas.
Ele disse ter certeza que a Igreja iria sustentá-lo com orações e que Cristo continuará sendo seu guia. Informou om G1.

Nenhum comentário: