Obras Mais Asfalto

11 de janeiro de 2013

Juros do cheque especial caem 17% em um ano; compare tarifas


Por Lucas Sampaio

A taxa média de juros do cheque especial caiu 17% em um ano e a do empréstimo pessoal, 9%, segundo levantamento da Folha feito com base em dados do Procon-SP.
Entre todos os bancos pesquisados --Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander--, a Caixa foi a que apresentou a queda mais agressiva nas duas modalidades de crédito: 48% no cheque especial e 29% no empréstimo pessoal.
Na outra ponta, o Santander foi quem menos reduziu os juros praticados. As taxas do cheque especial e do empréstimo pessoal caíram apenas 1% cada uma.
Além de ser o banco que mais cortou seus juros, a Caixa pratica as menores taxas do mercado, segundo os dados do Procon: 4,27% ao mês para o cheque especial e 3,88% ao mês para o empréstimo pessoal.
No começo do ano passado, os dois bancos públicos brasileiros BB e Caixa passaram a cortar as taxas de juros cobradas de clientes para atender à determinação da presidente Dilma Rousseff de reduzir o custo dos empréstimos no país.
Os bancos privados seguiram BB e Caixa e também passaram a reduzir os juros praticados.
No cheque especial, em seguida vêm BB (5,70%), Safra (8,25%), Itaú (8,75%), Bradesco (8,76%), HSBC (9,87%) e Santander (9,87%). No empréstimo pessoal, BB (4,27%), Safra (4,90%), HSBC (5,71%), Santander (5,91%), Bradesco (6,17%) e Itaú (6,56%).

Nenhum comentário: