11 de janeiro de 2013

Aí lascou: Senadores desistem de lançar nome contra Renan


Grupo independente, contrário à eleição do peemedebista, resolveu não apresentar nome para disputar a presidência do Senado, revela Cristovam Buarque. Parlamentares devem propor carta de compromisso ao senador alagoano

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) não deve ter adversários na disputa pela presidência do Senado. Confirmada sua candidatura, o atual líder do PMDB deve ser eleito para comandar a Casa pelos próximos dois anos por aclamação. Isso porque o grupo de parlamentares contrários à eleição do peemedebista desistiu de lançar um concorrente à disputa. O motivo: falta de chances de vencer a eleição.
Desde outubro, um grupo de senadores formado por Cristovam Buarque (PDT-DF), Pedro Taques (PDT-MT), Randolfe Rodrigues (Psol-AP) e Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), entre outros, começou a articular uma candidatura que pudesse concorrer contra Renan. Eles são contrários à volta do senador alagoano ao comando da Casa em razão da crise protagonizada por ele em 2007, quando denúncias abreviaram sua passagem pela presidência.

Com informações do Congresso em Foco