Obras Mais Asfalto

10 de abril de 2012

O cúmulo do absurdo acontecendo em São Mateus!

Quando você imagina que já viu quase tudo, realmente o "quase" é real, porque muitas coisas vem acontecendo em São Mateus do Maranhão das piores formas possíveis e sendo acobertados pelos principais agentes públicos da cidade.
E para completar a situação caótica da cidade, um cidadão destrói uma praça (via pública, construída com recursos públicos) para facilitar apenas as manobras de seus caminhões que fazem o carregamento e descarregamento dos produtos de sua transportadora é simplesmente fazer o POVO de otário, já não bastasse o prejuízo que o mesmo vem causando ao comércio situado na localidade, aos pedestre, motorista, ciclistas e aos moradores que residem ao longo da Av. Rodoviária no trecho entre o farol da Educação e a Escola de Ensino Infantil Reino Encantado, trata-se do proprietário Mesquita e sua transportadora, que aparentemente, está mesmo é preocupado com o lucro da sua empresa (somente).
Diante do fato, me causa estranheza o comportamento adotado pela maioria dos vereadores (silêncio) diante de tamanho absurdo e violação de direitos (depredação e destruição do patrimônio).

Imagens: Jônatas Carlos

4 comentários:

Anônimo disse...

Se os vereadores não tomam uma posição é hora da população tomar a decisão de não comprar nas lojas do mesmo até que ele reconstrua o que ele destruiu em nome de se enriquecimento pessoal, agindo assim ele só está mostrando seu egoismo, sua não preocupação com a coisa pública, claro que ele só faz isso porque aqui o que se diz prefeito age como se não existisse, ou melhor só existe para pegar a grana que entra no município.

Anônimo disse...

E o que se poderia esperar de um cara como esse tal de Mesquita, bossal ao extremo, pensa que é Deus e sai por ai fazendo o que quer, com seu expírito destruidor

Anônimo disse...

aculpa é dos vereadores que nunca querem saber porque o prefeito ate hoje não quer chamar os guardas municipais para fiscalisarem o nosso patrimonio publico sem fiscalisação todo mundo faz o que bem emtender

Anônimo disse...

e as autoridades da cidade o que dizem sobre o caso ate parece que eles não veem o que acontece
quando se trata de empresario niguem faz nada agora um pobre camelô ai sim não vender seu podutos numa calçada que e crime e tem que se retirar imediatamente so em são mateus mesmo
emquanto isso empresario quebra calçadão usa o som de suas lojas no volume maximo e a justiça não ver som muito alto e poluição sonora ê e proibido por lei a mais são mateus não tem lei ja tinha ate esquecido