Moto Legal

11 de janeiro de 2012

Comunidade Católica celebra a memória dos 15 anos da páscoa de Padre Cláudio.

Por Jonatas Carlos

Centenas de pessoas, entre elas: lideranças comunitárias, leigos, religiosos, políticos e lavradores prestaram ontem homenagens à memória de Padre Cláudio Bergamasch falecido em 10 de janeiro de 1997.
Durante a tarde no Centro Pastoral Paroquial 'Padre Cláudio' (Salão Paroquial) houve um forte momento de reflexão tanto sobre a vida e atitudes de padre Cláudio como também sobre as novas posturas que as comunidade irão adotar colocando em práticas os projetos comunitários assumidos no encerramento do Ano dos Mártires em nossa paróquia.
Sobre a vida do religioso, alguns trabalhadores rurais lembraram dos tempos difíceis na década de 80 na cidade de São Mateus onde os conflitos agrários estiveram em alta, inclusive foi nesta mesma época em que Padre Maurício que tinha acabado de chegar na Paróquia de São Mateus foi covardemente assassinado por causas ligadas à defesa dos trabalhadores naquela época. E do enfrentamento de Padre Cláudio contra as autoridades da cidade na greve dos professores durante o governo do então prefeito Getúlio Amorim, quando o padre ficou sentado no meio da BR 135 em protesto aos atrasos de salários dos profissionais da educação que chegavam a mais de três meses de atraso.
Durante a celebração Eucarística presidida por Dom Sebastião e concelebrada pelos padres: Luigi, Flávio, João Evangelista, Walde foram lidos alguns escritos sobre a vida do religioso, inclusive a sua última entrevista quando o mesmo esteve na Itália (sua terra natal) no ano de 1996.
Dentro da Igreja Matriz de São Mateus do lado do Altar, estão sepultados os corpos de Padre Maurício (morto em 1986) e Padre Claúdio.


 
Que fique entre nós o exemplo deste homem que acima de tudo foi diferente e que sempre buscou na oração forças para defender os mais simples de nossa cidade.

Nenhum comentário: