Moto Legal

25 de agosto de 2011

Crime bárbaro em Pirapemas-MA: filhos de vereador são acusados de matar universitário.


A polícia está à procura de dois filhos do vereador Manoel Conceição Farias de Matos Colares, conhecido como “Conceição Brandão”, de 50 anos. Eles estão sendo acusados de ter matado, na noite da última terça-feira (23), por volta das 23h, o estudante de Enfermagem Vicente Pinto de Mesquita, de 36 anos.
De acordo com informações repassadas por populares para a polícia, o crime teria sido motivado por uma desavença antiga entre a vítima e a família do vereador. Vicente, que atualmente residia em São Luís, onde cursava Enfermagem, já teria sido preso há algum tempo e acusava o parlamentar de ser o responsável por isso. De acordo com os moradores da área, todas as vezes que ele ia visitar os pais, em Pirapemas, costumava consumir grande quantidade de bebidas alcoólicas e fazer acusações a Manoel Conceição.
A confusão entre os acusados e Vicente teria começado na Praça João Lisboa. A vítima estava na barraca de guaraná de propriedade de um dos filhos do vereador, de nome Adiel Santos Colares, de 29 anos, apontado como o autor dos golpes que mataram o estudante; lá teve início a discussão entre os dois. Depois de alguns minutos de bate-boca, Adiel resolveu ir para casa. Entretanto, segundo informações repassadas para a polícia, Vicente não se contentou e resolveu ir atrás do suspeito.
O outro filho do vereador, identificado apenas como Natan, teria se zangado ao constatar o desentendimento entre os dois, no momento em que a vítima teria dado um tapa em seu irmão. Imediatamente, Natan teria pegado um tijolo e atirado contra a cabeça do estudante de Enfermagem, que caiu desacordado no chão. Em seguida, Adiel Santos, que já estava com uma faca, desferiu dois golpes em Vicente; um no braço e outro nas proximidades do coração.
Segundo informações repassadas pelo cabo Reginaldo Costa Santos, da 8ª Companhia de Polícia Militar, Vicente só não morreu no local porque foi socorrido por sua guarnição. Diversas pessoas estavam em volta de seu corpo, mas ninguém teria prestado socorro à vítima.
O estudante foi levado às pressas para o Hospital Alberico França. Ele já estava com a transferência confirmada para um hospital em São Luís, quando a família foi comunicada de sua morte.
Vicente Pinto de Mesquita, filho da professora Graça Mesquita, que por muitos anos exerceu a função na escola Pirapemas, iria concluir o curso de Enfermagem, em dezembro deste ano. Ele teria ido à sua cidade natal para informar sua mãe que estava com câncer no pulmão e que iria dar início ao tratamento nos próximos meses. Os dois filhos do vereador, que são moradores da Rua do Sol, no centro de Pirapemas, estão foragidos.

Um comentário:

benny disse...

Olha, vêr-se quando ao colocar essas informações, coloquem pelos menos alguma verdadeira.
"Quem estava com a faca não era Adiel, e o nome de seu irmão que chegou para ajudá-lo não foi Natan
e sim, Samuel.
Adiel e Samuel, são pessoas trabalhadoras, dignas, e estavam apenas que protegendo deste indivíduo...onde é o natural do homem: "matar para não morrer".