Antes não tinha, agora tem!

6 de abril de 2011

Quando eu morrer quero choro e vela, até fita amarela. Jamais uma nota do Sarney.

Família de Lackson Lago  dispensa nota de pesar dos Sarneys

O Globo

A guerra contra a oligarquia no Maranhão parece não ter terminado com a morte do ex-governador Jackson Lago. A família de Lago, ainda muito abatida com o acontecido nesta segunda-feira, afirmou durante o velório do político na sede do PDT, em São Luís, capital maranhense, dispensar a nota de pesar enviada pelo presidente do Senado, José Sarney, inimigo declarado de Jackson.
O ex-chefe da Casa Civil do Maranhão e ex-deputado estadual do PSDB, Aderson Lago, primo do ex-governador, não economizou nas críticas à nota enviada pelos Sarney e não fez questão de esconder o clima de hostilidade e rivalidade que reina entre as famílias.
- A máfia que mata é a mesma que manda flores, faz elogios e vai ao enterro – disse.
Ainda de acordo com a família de Jackson Lago, o político nunca se recuperou do processo de cassação que sofreu enquanto estava no poder, em 2009.
- Desde então ele mostrou-se abatido e sua saúde nunca mais foi a mesma – disse Antônio Carlos Lago, irmão do ex-governador.

Nenhum comentário: