5 de abril de 2011

O médico que desafiou Satney

Jackson Lago (1º de novembro de 1934, 4 de abril de 2011)

Professor da Faculdade de Medicina do Maranhão e considerado pioneiro em cirurgias torácicas no estado, Jackson Lago trocou o jaleco branco e o consultório pela política no fim dos anos 1960. O começo foi desafiando os generais da ditadura militar e o coronelismo daquele que viria a ser seu mais ferrenho adversário: José Sarney (PMDB-AP).

"Doutor Jackson", como é conhecido no Maranhão, dirigiu de São Luís até o Uruguai para visitar o ex-governador do Rio de Janeiro, Leonel Brizola, então exilado no país vizinho. Na entrada da cidade, sofreu um acidente no qual morreu sua primeira mulher. Ele próprio ficou em coma por meses.
Recuperado, fundou o PDT no estado, tendo como plataforma o sindicato dos médicos. Por 40 anos, lutou contra o clã Sarney. No período, sempre denunciando as mazelas da família, foi prefeito de São Luís por três vezes (1989-1992, 1997-2000 e 2001-2002).

Mas foi só em 2006 que atingiu seu ápice na nova profissão que adotou para si. De azarão, derrotou no segundo turno Roseana Sarney (PMDB), filha do patriaca da família e que, no final da vida, ganharia o título de sua adversária histórica. Era a consagração e o fim de uma dinastia que perdurou por mais de 40 anos. Mas a passagem de Lago pelo Palácio dos Leões durou pouco.
Acusado de compra de votos, foi cassado pela Justiça Eleitoral. Em sinal de protesto contra as denúncias que ele morreu negando ter cometido, se negou a ceder a cadeira para Roseane.
Tentou voltar ao governo em 2010, mas acabou barrado pela Lei da Ficha Limpa. Terminou a disputa em terceiro lugar. Para piorar, viu Roseane ser eleita.

Internado há três meses no Hospital do Coração, em São Paulo, para tratamento de um câncer de próstata, Lago, que nasceu na cidade maranhense Pedreiras, morreu ontem aos 76 anos.

Imagens abaixo mostram a utima visita de Jackson Lago em São Mateus
Jackson Lago (PDT), na feira livre de São Mateus ao lado de Genilson Alves (PT)
 
 Jackson Lago (PDT) ao lado de Miltinho Aragão (PSB) e Antonio Dandô (PCdoB)

 Jackson Lago ao lado de Miltinho Aragão

Nenhum comentário: