Antes não tinha, agora tem!

11 de abril de 2011

Assembleia Legislativa não justifica suas despesas e nem como gastou R$ 16 milhões

Com o Portal da Transparência fora do ar desde que Arnaldo Melo assumiu a presidência, a Assembléia Legislativa caminha para completar três meses sem explicar como gasta os recursos repassados mensalmente pelo Executivo.

O Portal da Transparência, exigiência legal, é o único instrumento pelo qual o contribuinte sabe como os poderes gastam ou como aplicam os recursos. O portal funcionou apenas até o último dia da gestão de Marcelo Tavares.

A título de contenção de despesas e de moralização do poder, o presidente Arnaldo Melo fez uma série de cortes, inclusive dos salários da maioria dos servidores, exceto dos gabinetes dos parlamentares, principalmente os dos membros da Mesa Diretora. Assim que assumiu, em primeiro de fevereiro, o atual presidente encontrou a folha de janeiro paga e mais R$ 16 milhões em caixa.

Até agora não houve nenhuma justificativa para a destinação dos R$ 16 milhões. “Não sei no que foi gasto, mais deixei sim R$ 16 milhões em caixa”, disse ao blog o ex-presidente Marcelo Tavares. Os membros da Mesa Diretora fingem que não sabem da existência do recurso e muito menos têm preocupação com a ausência do Portal da Transparência daquela Casa.

Os deputados, que são legisladores e fiscais do poder público, são os primeiros a mostrar péssimo exemplo ao não cobrarem da presidência do Legislativo o Portal da Transparência para que a sociedade saiba como são gastos os recursos daquele poder.


Fonte: Blog do Luis Cardoso

Nenhum comentário: