5 de fevereiro de 2011

Pensou tarde.


Um dia antes do grande clássico com o Líder do Campeonato Paulista de Futebol Palmeiras, Ronaldo condena protesto e admite que pensou em parar de jogar mais cedo.
Atacante diz que 'vândalos' não representam a torcida do time que atualmente é líder em empates no paulistão e que estes são financiados 'por terroristas ligados ao clube'.


O atacante Ronaldo condenou os protestos realizados na manhã deste sábado em frente ao CT Joaquim Grava, do Corinthians, quando o ônibus dos jogadores foi apedrejado no momento mais tenso. Em uma série de postagens no Twitter, o jogador admitiu que chegou a pensar em antecipar sua aposentadoria, prevista para o fim deste ano, após os primeiros protestos dos torcedores pela derrota para o Tolima por 2 a 0, em Ibagué, e consequente eliminação na Taça Libertadores. No entanto, ele também admitiu que ficou decepcionado com a atuação do Timão nos dois jogos. Ronaldo disse ainda que os "vândalos" não representam a torcida corintiana e que estes são financiados "por terroristas ligados ao clube".
- Olá, boa tarde. Quero dizer aos meus seguidores, que estou muito decepcionado com nossa atuação nos dois jogos da pré-Libertadores. Estamos todos muito tristes com essa derrota. E continuaremos a lutar para sair dessa fase ruim. Entendemos a frustração da torcida. Mas condeno todo tipo de manifestação violenta. Quero também esclarecer que esses vândalos não representam a nação corintiana. Essa minoria violenta e financiada por terroristas ligados ao clube e alguns que querem simplesmente transformar uma derrota em uma guerra. Pensei muito nesses ultimos dias sobre antecipar a minha aposentadoria. Mas não vou dar esse gostinho a esses vândalos e críticos - postou o jogador.


Fonte: G1.com.br