18 de janeiro de 2011

Adeus Dom Reinaldo!

Após dezessete dias desde a última postagem neste blog, para uns poucos e merecidos dias de férias, retomo as publicações para noticiar com grande pezar o falecimento de Dom Reinaldo Pünder, Bispo da Diocese de Coroatá.
Dom Reinaldo faleceu na madrugada deste último domingo (16.01.2010) por volta das 04:15h em decorrência de um Câncer no Pâncreas.

HISTÓRICO DO TRATAMENTO
Através de exames de rotina, em setembro de 2009, Dom Reinaldo foi diagnosticado como tendo Câncer no Pâncreas. Devido a necessidade de rápido tratamento, logo em agosto seguiu para a cidade alemã de Bad Aibling, onde passou por terapias naturais e uma leve quimioterapia.
Nesse ínterim, ciente da necessidade de contar com um auxiliar em Coroatá para ajudá-lo a administrar a Diocese, solicitou ào Papa Bento XVI que nomeasse um bispo Coadjutor. O Bispo-Coadjutor, é um Bispo-titular da Igreja Católica nomeado para ajudar e substituir um bispo no exercício das suas funções, com direito a sucessão, onde vagando a Sé espiscopal, o bispo-coadjutor torna-se automaticamente o bispo diocesano. Assim, logo em 06 de janeiro de 2010 o Papa nomeou Dom Sebastião Bandeira Coelho [então bispo-auxiliar de Manaus] como bispo coadjutor da Diocese de Coroatá.
Passados seis meses de Dom Reinaldo na Alemanha, em março de 2010 Ele decide retornar ao Brasil, chegando ao Maranhão exatamente no dia 11. De volta a Coroatá dias depois, decidiu permanecer na cidade por todo o seu tratamento natural, feito à base de argila, recusando do clero diocesano, de familiares e amigos um retorno à Europa para um tratamento médico convencional. "Quero encerrar minha 'caminhada' em Coroatá, terra que me acolheu"  declarava o religioso.
Já em Coroatá, D. Reinaldo recebeu um convite do Frei Hans Stapel, bem como do padre Luís Menezes, respectivamente fundador e responsável da Fazenda da Esperança  de Coroatá [um centro de reabilitação de dependentes químicos], para mudar-se do Centro Vocacional Paulo VI, onde morava, para passar a residir na fazenda-sede, onde distante do centro da cidade cerca de três quilômetros, disporia de um local mais tranqüilo com vasta fauna e flora, a fim de criar um abiente propicio ao seu tratamento. Aceitando o convite, a fazenda então passou à uma célere construção da casa onde moraria o bispo, onde fora edificada em um espaço da fazenda criteriosamente escolhido pelos religiosos. A construção da casa e o amplo jardim ao redor, foram minuciosamente acompanhados e definidos por Dom Reinaldo. "Em cada lugar dessa casa e em cada parte do belo jardim possue a presença de Dom Reinaldo", declarou o pe. Luís acrescentando que a casa possui um local onde o bispo realizava suas orações, escritório e sala de reuniões.
Casa em que D. Reinaldo atualmente residia na Fazenda da Esperança

TRAJETÓRIA

Reinhard Ernst Enrich Heribert Pünder, nasceu em Berlim (Alemanha), em 12 de janeiro de 1939. Desde cedo, sentiu o chamado para a vida religiosa e ao perceber a vocação ingressou no Seminário. Em Roma no dia 12 de outubro de 1964, aos vinte e cinco anos de idade recebeu a Ordenação Presbiteral.
Ainda na Alemanha exerceu suas atividades religiosas na Diocese de Limburg, até o ano de 1972. Em outubro de 1972, chegou à cidade de Palmares no Estado de Pernambuco para desempenhar suas funções como padre, onde dois anos em seguida, em 1974, foi nomeado por Dom Acácio Rodrigues Alves, Vigário da Catedral de Palmares e posteriormente da Pastoral a nível Diocesano. Em Palmares, o ainda jovem Padre Reinaldo, desempenhou com muito zelo Pastoral as atividades que lhes foram confiadas, o que credenciando-lhe a ser nomeado 1º Bispo de Coroatá no Maranhão em 13 de maio de 1978. Dois meses se passavam desde a nomeação de Bispo, e finalmente em 29 de Julho daquele ano, na quadra do Colégio Diocesano de Palmares, foi sagrado Bispo por D. Acácio e D. Mota. De Coroatá fez-se presente um grupo muito grande de pessoas para participarem da Sagração Episcopal do seu novo Pastor que a partir de então passaria a ser o bispo da Igreja particular de Coroatá-MA no mandato do então prefeito José de Ribamar Trovão.
Dom Reinaldo edificou uma Igreja em Coroatá, guiou quinze cidades e mais de vinte paróquias pertecentes à sua Diocese. Seu Lema episcopal era "Primeiro o Reino de Deus".

LEGADO

Grande visionário, durante os mais de trinta e três anos à frente da Diocese, D. Reinaldo deixa um grande legado à população de Coroatá e ào Estado do Maranhão: Organização Social "São Vicente", Colégio Diocesano de Coroatá, Papelaria São Vicente, Rádio Educativa, TV Nazaré, Rede Vida, Fazenda da Esperança, Centro Vocacional "Paulo VI", uma verdadeira frota de carros, prédios e terrenos.

ANIVERSÁRIO

D. Reinaldo havia completo setente e dois (72) anos de idade na última quarta-feira-feira (12.01.2010). Ainda um pouco mais debilitado desde o natal do ano passado, quando as dores tornaram-se mais frequentes, comemorou a data com familiares e amigos em sua residência. Durante todo o dia lideranças políticas, empresários e populares foram até sua presença para prestarem homenagens.
 Com familiares e amigos tomando café-da-manhã

SUCESSÃO

Com seu falecimento, o Bispo Coadjutor D. Sebastião Bandeira (foto), que já o auxiliava em seu trabalho, assume automaticamente a Diocese como Bispo titular. Nascido em Riachão (MA), dom Sebastião, foi nomeado bispo em 22 de dezembro de 2004, ordenado em 12 de março de 2005 e desde 18 de março de 2005 era auxiliar na arquidiocese de Manaus, onde era responsável pela Dimensão Bíblico-Catequética, no Regional Norte 1 da CNBB [Roraima e parte do Amazonas]. Em Seus estudos filosóficos e teológicos foram feitos no Instituto de Ciências Religiosas de Fortaleza (CE). Seu mestrado em Teologia Dogmática foi feito entre os anos 1997 a 1998, na Universidade Gregoriana de Roma. Seu lema episcopal é “Comunhão e Esperança”.


FUNERAL
  
O funeral de D. Reinaldo fora preparado desde as primeiras horas da manhã do dia 16 (domingo). O corpo do religioso esteve em uma cerimônia particular para pouco mais de dez familiares na casa onde rezidia na Fazenda da Esperança. De lá, por volta do meio dia, o corpo seguiu em um grande cortejo fúnebre, acompanhado por dezenas de carros e milhares de paroquianos para a Catedral "Nossa Senhora da Piedade", onde o corpo é velado.
 
Dezenas de carros, motos e até pedestres acompanharam todoo cortejo fúnebre. Por onde se passava, flores e pétalas de rosas eram jogadas pelo caminho.

O funeral contece desde domingo e se estenderá até às 10:00h de terça-feira (18) onde será sepultado no jardim da dita catedral. É aguardado um público de sete mil pessoas que se revesarão durante toda a vigília. Toda a cerimônia da última missa e do enterro, será ainda transmitida ao vivo pelas TV's da Diocese (TV Nazaré e Rede Vida).
 Popular chora ao vê-lo no caixão

Nenhum comentário: