4 de novembro de 2010

Somos de Fato uma Democracia?

Importante reflexão a respeito deste artigo


Cresce o número de pessoas influentes que questionam a democracia argumentando que no fundo ela não funciona. Isso é muito assustador. Recentemente, em uma importante revista de sociologia, encontramos frases como esta: "As instituições democráticas não merecem nenhuma confiança, pois são fatídicas ou corrompidas".
Intelectuais sempre questionaram a democracia pela facilidade com que o povo é manipulado pela mídia e pelo marketing eleitoral. Chamam-na de "democracia burguesa" e portanto ilegítima. A direita, como sempre pobre nas suas argumentações, responde que a democracia é de fato falha, mas continua o melhor sistema que existe.
Existe um erro nessas afirmações: o Brasil não é uma democracia no sentido original da palavra, e sim uma República. A República Federativa do Brasil.
Numa democracia, em seu conceito antigo, todos os cidadãos decidiam todas as questões de Estado, 100%. Numa República, a decisão coletiva foi reduzida a menos de 1%, resumida no único ato de eleger um representante que votará todo o resto em nosso nome. Numa democracia você decide tudo, numa República você só vota a cada quatro anos. Seu representante decide tudo em seu nome. Nem tivemos o direito de aprovar, por plebiscito, a Constituição de 1988.


P.S.: Este artigo encontrei na Revista Veja, Editora Abril, edição 1811, ano 36, nº 28 de 16 de julho de 2003, página 20, artigo de autoria de Stephen Kanitz este que é administrador por Harvard (http://www.kanitz.com.br/)