16 de setembro de 2010

Em São Mateus: Professores da rede estadual de ensino pararam suas atividades.

Professores da rede estadual de ensino pararam suas atividades nesta quinta-feira (16) aqui em São Mateus e se concentram nesta manhã na praça em frente à Escola Alves Cardoso (foto abaixo). O movimento marca o Dia Nacional de Mobilização em Defesa do Piso. A jornada de luta é encabeçada Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma).
Há dois anos a lei do piso salarial do magistério foi sancionada pelo presidente Lula. Com a aprovação, os educadores passam a ter garantia de um valor mínimo como vencimento inicial da carreira. Após aprovada, a lei enfrenta dificuldades para ser cumprida, principalmente aqui no Maranhão pela atual governadora, que em seus programas eleitoras fala numa "revolução na educação".
Além do cumprimento da Lei do Piso, o protesto serve para cobrar a aprovação do Estatuto do Educador (professor e funcionário de escola). Há cerca de um ano, a categoria vem debatendo a reformulação do atual Estatuto do Magistério e negociando com a Seduc (Secretaria de Estado da Educação), mas recentemente, o governo do Estado voltou atrás e apresentou um anteprojeto completamente diferente daquele acordado entre o Sinproesemma e o Governo de Roseana Sarney, prejudicando ainda mais a categoria.
Para protestar contra essa decisão unilateral, o Sinproessemma liderou no início do mês uma paralisação de 144 horas em todo o estado. Os sindicalistas denunciam que esse anteprojeto ameaça a carreira profissional, ao limitar e não fixar uma tabela salarial e deixar vago as diversas formas de gratificações. No documento é relembrado que a categoria aprovou na última rodada de assembleias o estado de greve.

Edição e Imagem: Jônatas Carlos