1 de junho de 2010

Rapidinhas desta terça-feira no MARANHÃO.

Militante petista no Maranhão relata em vídeo pressão para apoiar Roseana

A Folha conseguiu um vídeo gravado no encontro do PT há duas semanas. Nele, o petista Marcelo Belfort relata como ganhou uma passagem de avião para ir de São Luis a Imperatriz, onde mora, no voo 1859 da Gol dia 18 de maio.

Ele disse que quem pagou a passagem foi o "Estado" do Maranhão e fala que recebeu uma "proposta" da turma do Washington Luiz, ex-deputado federal que defende a aliança com Roseana Sarney (PMDB), para não participar do encontro que há duas semanas definiu os nomes que irão compor a chapa de Flávio Dino (PC do B) ao governo. Belfort já disse em entrevista que a tal "proposta" foi de R$ 20 mil para ele trocar de lado e apoiar Roseana.

Washington Luiz nega que tenha comprado votos. O PT no Maranhão se divide entre apoiar Roseana Sarney (PMDB), como quer a direção nacional, ou Dino, como deseja parte do partido no Estado.

Chapa liderada por Flávio Dino é apresentada em Imperatriz

Em entrevista coletiva, o pré-candidato ao governo do Maranhão, o deputado federal Flávio Dino (PCdoB/MA) apresentou nesta segunda-feira, dia 31, em Imperatriz a chapa majoritária que disputará o governo do estado nas eleições de outubro deste ano. Flávio Dino tem, ainda, como companheiros de chapa a pré-candidata a vice, Terezinha Fernandes, José Reinaldo Tavares e Bira do Pindaré, pré-candidatos a senador. Flávio Dino diz que a chapa por ele encabeçada é para vencer.

No encontro com os jornalistas, Flávio Dino fez questão de ressaltar que a chapa por ele liderada é mais “Maranhão do Sul”. Disse isso numa referência ao fato de sua vice, Terezinha Fernandes, ser uma das lideranças na região, do pré-candidato ao Senado, Bira do Pindaré, ter família na cidade – seu tio Luis Gonçalves é vereador pelo PSB, e, finalmente, o seu pai, Sálvio Dino, ser ex-prefeito de João Lisboa.

Flávio Dino destacou, ainda, que a base do seu programa de governo está na crença e nos sentimentos. O primeiro sentimento, segundo ele, é o de coragem, de determinação e empolgação. O segundo, é a condição da verdade. E a crença de que é possível um novo modelo de desenvolvimento para o Maranhão pautado na justiça social e na distribuição de renda.

“Sou católico e as bem-aventuranças indicam que podemos modificar o quadro de fome e de justiça”, pontuou Flávio Dino. Na ocasião disse, ainda, que o programa de governo para a cidade de Imperatriz será baseado em saneamento básico, nas políticas de assistência social, educação e saúde, trabalho e renda. Durante a coletiva, ele anunciou a construção de uma praça da juventude em Imperatriz com recursos da ordem de R$ 1 milhão.

Para concluir, Flávio Dino defendeu, também, a escola em tempo integral e disse que será meta do seu governo a melhoria das condições de educação em todo o estado.

Roseana Sarney é vaiada durante visita a Balsas

A governadora Roseana Sarney (PMDB) não tem sido bem recebida pela população nas visitas que vem realizando ultimanente ao interior do Estado. Por onde tem passado, a filha do senador José Sarney recebe manifestações de repúdio e sentimentos de revolta dos moradores dos municípios.

A última delas foi em Balsas, no Sul do Maranhão, onde, mais uma vez, Roseana foi vaiada. O episódio aconteceu durante abertura da 9ª edição do Agrobalsas, maior evento do agronegócio do Maranhão. Na região, a governadora conta com índices altos de rejeição em quase todas as cidades.

Jackson participa da convenção do PDT em Codó

Simpatizantes e militantes do PDT de Codó lotaram hoje as dependências da União Artística e Operária, para prestigiar a passagem de Jackson Lago na convenção do PDT em Codó.

Eliane Figueiredo, que foi reeleita presidente do PDT codoense, afirmou em seu discurso que a cidade de Codó está abandonada pelo atual prefeito, e pela governadora Roseana Sarney, que nada está funcionando. Hospitais, postos de saúde, por exemplo estão sem atender a população codoense.

Secretário geral do PT garante que não há nada decidido sobre intervenção no MA

O secretário geral do PT, José Eduardo Cardozo, garantiu nesta segunda-feira em São Luís (MA) que não há nada decidido sobre uma futura intervenção no Maranhão para que o partido apóie a reeleição da governadora Roseana Sarney, filha do presidente do Senado, José Sarney.

- O que há, são especulações, a decisão sobre uma intervenção ou não, sairá somente no dia 11 de junho, data em que a direção nacional do PT vai se reunir para discutir o assunto – disse.