8 de junho de 2010

Processo Eleitoral de São Mateus retorna à pauta de julgamento no TRE-MA hoje.

Retornam à pauta de julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), na sessão de hoje dia 8 de junho, os processos que colocam à beira de um precipício os mandatos dos prefeitos de Barreirinhas, São Mateus e outros municípios. No processos Miltinho Aragão (foto) e Genilson Alves, estão numa situação mais confortável, haja vista que confirmando uma nova eleição ambos estão aptos a concorrem sendo desde já favoristos, o que já o contrário no caso do Prefeito CASSADO coronel Rovélio que além de está apto a concorrer, ainda não tem nenhum nome do nível para disputar com Mitinho e Genilson. Abaixo a colocação na pauta do processo de São Mateus do Marahão.


PROCESSO N º 595/09 – CLASSE

PROCEDÊNCIA: SÃO MATEUS DO MARANHÃO - 84ª ZONA ELEITORAL

ASSUNTO: MANDADO DE SEGURANÇA

IMPETRANTE: FRANCISCO ROVÉLIO NUNES PESSOA

ADVOGADO: DR. ERIKO JOSÉ DOMINGUES DA SILVA RIBEIRO

IMPETRADO: JUIZ ELEITORAL DA 84ª ZONA

LITISCONSORTES: COLIGAÇÃO “FRENTE DE LIBERTAÇÃO DE SÃO MATEUS DO MARANHÃO”, HAMILTON NOGUEIRA ARAGÃO E GENILSON ROBERTO ALVES SILVA

RELATOR: JUIZ MAGNO LINHARES

Processo adiado a pedido do Juiz Relator.


O prefeito CASSADO de São Mateus coronel Rovélio (foto), numa atitude de desespero por está à beira de sua terceira CASSAÇÃO, está apelando ao Tribunal para que seja anulada a decisão do juiz Dr. Wilson Freitas que permitiu modificação de depoimentos de duas testemunhas em uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra o prefeito CASSADO e que seja considerado nulo o pedido do Ministério Público que pediu a lista de pagamento de funcionários da prefeitura feito pelo Banco do Brasil, entre 2007 e 2008, período onde houve o maior numero de contratos de funcionário. Na verdade o prefeito CASSADO coronel Rovélio, por não ter mais segurança de que irá continuar sendo prefeito, tenta a todo custo criar manobras para atrasar sua saída definitiva do cargo. O mérito desse mandato de segurança será analisado e julgado hoje na plenária do TRE-MA em São Luis, caso seja mantida a CASSAÇÃO do coronel Rovélio, o vereador Antonio Carlos voltar a assumir a prefeitura interinamente. O Ministério Público deu parecer pela concessão parcial do mandado.