Moto Legal

10 de março de 2010

Polícia ‘caça’ prefeitos de Cajapió e São Vicente

Policiais da Comissão de Investigação de Crimes contra o Erário tentam, há mais de um mês, notificar os prefeitos Chico da Cerâmica (Cajaípó) e Cabo Freitas (São Vicente Férrer) para que eles prestem esclarecimentos no inquérito que apura desvios milionários de convênios para a construção de poços artesianos. Por conta do “sumiço” dos gestores, os delegados estudam pedir a prisão deles.
Somente em São Vicente Férrer o desvio chegaria a R$ 3 milhões. O dinheiro foi repassado em 2006 durante o governo José Reinaldo Tavares (PTB), dentro do Programa de Combate à Esquistossomose Mansônica tocado pela Caema, e teria sido desviado para a campanha eleitoral daquele ano. A Câmara de Vereadores tentou criar uma CPI para apurar o caso, mas Cabo Freitas (foto) conseguiu impedir a investigação.
Segundo relatório da missão policial nos povoados Garrida, Monte Aires, Tabocal e Itabiguari as perfurações dos poços não foram sequer iniciadas. “Outros foram iniciados, porém tiveram suas obras paralisadas e pouquíssimos foram concluídos (10 poços), embora totalmente fora dos termos do convênio e ainda assim alguns permanecem desativados, de maneira que as comunidades rurais do município encontram-se sem acesso à água potável desde muito tempo”, informa o documento (leia mais).

Cajapió
Chico da Cerâmica também não tem sido encontrado pela polícia. Na semana passada, a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça recebeu, por unanimidade, denúncia do Ministério Público estadual contra o prefeito sob o argumento dele não haver apresentado a prestação de contas do exercício financeiro de 2008 dentro do prazo estabelecido pelo TCE.


Fonte: Blog do Décio Sá

Nenhum comentário: