Obras Mais Asfalto

26 de novembro de 2009

Falso médico que trabalhava em São Mateus foi preso em Bacabal pela Polícia Federal.


A Polícia Federal (PF) prendeu, nesta quarta-feira (25), dois homens acusados de exercício ilegal da medicina em Bacabal. Segundo a PF, Alex Cipriano e Oscar Leandro Dias Soares tinham diploma expedido em Cuba, não aceito no Brasil. Alex trabalhava em Peritoró, e Oscar Leandro em São Mateus. Os dois presos foram conduzidos para a delegacia da Polícia Federal em Caxias.

Muitas prefeituras do interior do Maranhão contratam esses médicos que, em início de carreira, aceitam condições um pouco adversas como o difícil acesso a municípios e povoados e a remuneração abaixo da média para a classe. Em Bacabal, por exemplo, vários jovens cursam, atualmente, a faculdade de medicina no exterior, em países como Cuba e Bolívia.

O reconhecimento do diploma dos formados em Medicina em Cuba era automático até 1999, por força de um acordo internacional do qual o Brasil era signatário. A convenção, aprovada e promulgada pelo Decreto Legislativo número 66, de 23 de junho de 1977, e pelo Decreto Presidencial número 80.419, de 27 de setembro de 1977, permitia a validação de estudos, títulos e diplomas de ensino superior na América Latina e no Caribe. O acordo perdeu sua validade em 1999, quando foi revogado por meio do Decreto número 3.007.


Mais detalhes clique aqui.

Nenhum comentário: