19 de outubro de 2009

Falta de conhecimento ou vontade de perder o mandato?


O Art. 37 da Constituição Federal do Brasil, é clara ao tornar proibido que sejam colocados em predios públicos nomes de pessoas vivas, seja ela quem for. Eis o motivo da determinação da Juistiça em retirar o nome da Governadora Biônica eleita pelo TSE Roseana Sarney do Tribunal de Contas do Estado.
Enquanto aqui em São Mateus, mais um ato de desrespeito a Constituição Federal é cometido pelo Vereador Hélio Boeres (Hélio do Chico Pinto) ao enviar para aprovação um projeto de Lei que dá, ao Terminal Rodoviário, o nome do Prefeito CASSADO Francisco Rovélio Nunes Pessoa, (até o momento não se houve falar que o mesmo é falescido, já que alei diz que apenas pessoas mortas sejam homenageadas) justificando ele por ser o melhor nome a ser adotado. Aí eu me pergunto: E o POVO onde fica nessa história? Mas é como dizem muitos por aí, se fosse ano de eleição talvez seria homenageado algum cidadão comum da nossa cidade.
O mais interessante nessa história toda é que este projeto foi aprovado por 6 X 2.
Votaram a favor do projeto e ao mesmo tempo cometeram improbidade administrativa:
1. Joãozinho Pontual (o mais novo integrante da cúpula do prefeito)
2. Gessé Soares
3. Kátia Tereza (a mesma que teve suas contas referente ao ano de 2006 reprovadas pelo TCE)
4. Sebastião Nina
5. Neto Amorim
6. Hélio do Chico Pinto (autor do projeto de Lei)

Votaram contra o projeto de Lei:
1. Soliene
2. Toinho Chaves

Vale lembrar que a REDE DE DEFESA DOS DIREITOS DA CIDADANIA das regiões do Vale do Itapecuru, Baixada e Mearim - núcleo - São Mateus do Maranhão entrará nos próximos dias com uma ação seguida de uma abaixo-assinado no Ministério Público Estadual contra o autor do Projeto de Lei o vereador Hélio e aos demais que votaram a favor do mesmo, pelo fato do mesmo além de cometer ato infracional terem também cometidos improbidade administrativa o que levará os mesmo à perda do madanto.