Obras Mais Asfalto

23 de outubro de 2009

A CASSADA CONTINUA

Num rápido giro na Justiça Eleitoral, vejam o que encontrei:


* São Luis Gonzaga

A Corte Eleitoral, na sessão ordinária de terça-feira (20/10), cassou por unanimidade o diploma da vereadora Alexandrina Maria Fernandes Freitas do município São Luís Gonzaga. A cassação se deu em razão da rejeição de suas contas pelo Tribunal de Contas do Estado - TCE, referente ao exercício financeiro de 2005, quando exercia o cargo de Presidente da Câmara Municipal de São Luís Gonzaga do Maranhão.

Pocesso relacionado: RCED 219/08 - Fonte: ASCOM - TRE-MA

Obs.: Aqui em São Mateus, a vereadora Kátia Tereza, teve suas contas referente a 2006 reprovadas pelo TCE e portanto, corre o risco de ter seu mandato cassado.


* São Francisco do Maranhão

Na sessão de hoje, 22/10, o Tribunal Regional Eleitoral julgou o Processo 260/08 referente à cassação do diploma de Jônatas Alves de Almeida (foto) e Alberone dos Santos Silva, Prefeito e Vice-Prefeito de São Francisco do Maranhão.

O relator, Des. Joaquim Figueiredo, reconheceu que houve a captação ilícita do sufrágio por parte dos requeridos cassando-lhes os mandatos, sendo seguido pelos demais Membros da Corte.

Jônatas fez uma farra na eleição passada: doou dinheiro, bomba de poço, caixa d’água e sacos de cimento aos eleitores. Em gravação que consta dos autos, ele confessa ter desviado parte do R$ 1,5 milhão de convênios recebidos durante o governo Jackson Lago (PDT). Diz ainda que de um dos contratos, no valor de R$ 300 mil, só gastou R$ 20 mil nos serviços conveniados. Há duas semanas ele procurou o blog do Décio Sá para rebater as acusações.

Ele deve permanecer no cargo até o julgamento de eventuais recursos que possa ajuizar no próprio tribunal. Caso não logre êxito, segundo determinou o TRE, a prefeitura deve ficar sob o comando do presidente da Câmara, Maurício Cardoso (PRB), até a realização de novas eleições no prazo de 20 a 40 dias.


Obs.: O relator deste processo é o mesmo que diante de uma avalnche de provas contra o prefeito AINDA CASSADO de São Mateus, disse que não houve crimes eleitorais, mesmo em alguns momentos ter admitido que houve crime.


* Cajapió (poderia ter sido cajamelhor)

A juíza de São Vicente Férrer, Denise Pedrosa Torres, cassou ontem (22) o prefeito e vice-prefeito de Cajapió, Chico da Cerâmica (foto) e Mário Filho e determinou a realização de novas eleições na cidade. Eles são acusados de abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio (compra de votos) os mesmos crimes praticados por Rovelio Pessoa e seu bando no município de São Mateus do Maranhão.

A nova eleição deve ser realizada porque Chico da Cerâmica foi eleito com 52,02% dos votos. Nonato Silva (PMDB) ficou em segundo, com 46,80%, e Vagner Soares (PSC) em terceiro, com 1,18%. Da decisão cabe recurso ao TRE. Em vários casos semelhantes o tribunal vem suspendendo essas decisões de primeira instância.

No entanto, a própria juíza condicionou o cumprimento da sua sentença ao julgamento dos recursos que o socialista deve fazer perante a Justiça de São Vicente Férrer.


Obs.: a partir desses fatos dá pra se ter idéia qual será o fim do prefeito já CASSADO de São Mateus!


Nenhum comentário: