Moto Legal

31 de julho de 2009

NUMA MUDANÇA RÁPIDA DE DISCURSO:LULA JÁ NÃO SABE MAIS DE NADA, OU MELHOR, NUNCA SOUBE


"Não sei, não vi, não tenho culpa, a crise é do senado"... essas frases já conhecida na opinião pública e estas mesmas frases são de origem de duas pessoas INCOMUNS, Sarney e Lula!
NUMA RÁPIDA MUDANÇA DE DISCURSO (depois do resultado de uma pesquisa enviada ao PLANALTO, mostrando os altos índices de rejeição à BLINDAGEM que LULA estava dando a Sarney)
“Não é problema meu. Eu não votei para eleger Sarney presidente do Senado, nem votei para ele ser senador no Maranhão (atenção população maranhense, hoje já contamos com 4 senadores. E o AMAPÁ como fica na história LULA?), nem votei no Temer, nem votei no Arthur Virgílio, não votei para ninguém. Votei nos senadores de São Paulo. Quem tem que decidir se ele continua presidente do Senado é o Senado, não sou eu", afirmou Lula.
O presidente do Senado, José Sarney, é alvo de 11 representações no Conselho de Ética da Casa, a maioria com relação ao escândalo dos atos secretos. Além dos problemas no Conselho de Ética, Sarney também enfrenta problemas na Justiça. O Ministério Público Estadual do Maranhão (MPE-MA) reprovou as contas apresentadas pela Fundação José Sarney entre 2004 e 2007 e decidiu intervir na entidade, que tem Sarney como presidente vitalício.Diversos senadores já pediram a renúncia do presidente da Casa após uma série de denúncias, inclusive parlamentares do PT.
Ao ser questionado sobre a divisão dentro do PT em relação à permanência de Sarney no cargo, Lula respondeu: "Faz três anos que eu não participo das reuniões do partido. Vocês devem ligar para o [Ricardo] Berzoini, (presidente do PT), para saber como o partido está vendo essa divisão."

2 comentários:

Natureza e Paz disse...

Olá!!!
Parabéns pelo seu Bolg.
Abs. Carlos Nascimento.

Paulo-Fortaleza-CE disse...

Olá! Seu blog tá totalmente inreverente, muito bom mesmo. Fico feliz por ter um amigo tão inteligente e dedicado em nos passar informações que estão me ajudando até mesmo aki na minha faculdade, Um abração.