Moto Legal

22 de julho de 2009

A FRAGILIDADE DE SARNEY!

Deu na coluna do Portal G1 de Notícias da Globo/Blog de Criana Lôbo

A já difícil situação de José Sarney no comando do Senado ficou ainda mais delicada com a divulgação pelo jornal O Estado de S. Paulo do áudio de conversas familiares onde o assunto era a nomeação do namorado da neta dele para um cargo de confiança na presidência do Senado - o que foi feito por um ato secreto. Ainda assim, Sarney não dá indicações de que tomará qualquer providência - seja o afastamento temporário ou definitivo da presidência do Senado.

Antes do recesso parlamentar, Sarney vinha evitando presidir as sessões do Senado para não ouvir de colegas pedidos para que se afastasse - como, aliás, fez o senador Pedro Simon que pediu sua renúncia. Para alguns senadores, o noticiário indica que o constrangimento vai persistir e que outros devem repetir Simon. Cristovam Buarque (PDT-DF) já anunciou hoje que vai subscrever pedidos de afastamento dele da presidência.

Até o presidente Lula que vinha publicamente defendendo José Sarney, em conversas reservadas reconhece que, do ponto de vista da política, agiu certo ao sair em defesa do aliado. Mas já admitiu que “paga preço alto” por isso.

Amigos de Sarney no PMDB não esquecem a conta que é feita pelo senador Romero Jucá indicando que ele tem o apoio de 45 senadores da base. Só que 37 destes vão disputar a eleição do ano que vem - e isso os deixa mais sujeitos à pressão da opinião pública - que, conforme pesquisas internas, tem recriminado Sarney.

Assim como é difícil para os políticos falar mal de Lula é muito difícil também falar bem de Sarney.

Nenhum comentário: