Moto Legal

12 de dezembro de 2008

CRIANÇA DE APENAS 4 MESES DE IDADE É LIBERTADA EM TEREZINA APÓS TER SIDO SEQUESTRADA AQUI EM SÃO MATEUS

Após serem perseguidos por policiais rodoviários federais por solicitação do delegado Jalysson Silva, de São Mateus, foram presos em Teresina-PI, por volta das 13h de ontem, a ‘babá’ Nilda Ferreira Nunes, 21 anos, a “Dadá”, natural de Lago da Pedra; e o casal José Maurílio Soares da Silva, 37 anos, natural de Caruaru-PE; e Vera Lúcia de Almeida, 57 anos, também de Caruaru.
Quadrilha e rede de pedofilia - Os três são responsáveis pelo rapto e seqüestro de um bebê de apenas quatro meses em São Mateus, de onde fugiram no Fiat Palio, placas KWB-0814-Caruaru-PE. Segundo o delegado Michel de Sousa Sampaio, titular do 1º DP de Timon, Dadá, Maurílio Silva e Vera Lúcia Almeida podem ser integrantes de uma quadrilha responsável por seqüestros de crianças em vários estados do país. Com o casal foram apreendidas várias fotos de crianças expondo os órgãos genitais e ainda em fotos nos celulares apreendidos com os três acusados.
De acordo com Michel Sampaio, o crime ocorreu por volta das 8h da manhã de ontem, quando o grupo raptou a criança do interior da residência de sua mãe, que fora ludibriada por Dadá que entrou pelos fundos da casa enquanto o casal a distraía na porta da frente. Quando ela se deu conta o bebê havia sido levado pela falsa babá.
O trio foi capturado quando de passagem por Teresina, já que era perseguido por uma equipe da PRF que entrou em contato e pediu apoio à RONE (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) da Policia Militar do Piauí, responsável pela abordagem do veículo e prisão dos acusados. Após receber voz de prisão o grupo foi levado para a Delegacia de Proteção à Criança de Teresina, onde a delegada titular Marcela Sousa Sampaio e o delegado Michel de Sousa Sampaio procederam a autuação em flagrante dos acusados pelos crimes de rapto, seqüestro e transporte indevido de incapaz.
Ainda na DPCA de Teresina foram apreendidos em poder dos acusados varias fotos reveladas de crianças e também fotografias digitalizadas em seus celulares mostrando crianças expondo seus órgãos genitais. As fotos chocaram os delegados, todos os policiais envolvidos na prisão e pessoas presentes à delegacia, o que leva a crer que eles praticaram crimes idênticos em outras cidades do país.
Ao serem interrogados os acusados declararam que tinham a intenção ‘apenas’ de levar a menor para uma casa Caruaru, onde a entregariam para uma família que ‘pagara’ pelo bebê. Depois das formalidades legais eles serão transferidos para São Mateus.
A criança já estar em poder da família e estar sendo acompanhada pelo Conselho Tetala da Criança e do Adolescente que encaminhará a um programa de assistencia federal.


Nenhum comentário: