20 de novembro de 2008

SÃO MATEUS FOI REPRESENTADO NO CUROS E SEMINÁRIO SOBRE POLÍTICAS PÚBLICAS ORGANIZADO PELAS CARITAS BRASILEIRA - REGIONAL MARANHÃO

Curso e seminário promovido pela Cáritas Brasileira Regional Maranhão, aconteceu nos dias 18 e 19 deste mês e reuniu lideranças de mais de 20 municípios maranhenses, onde Eu e Cleyton tivemos a honra de representar a cidade de São Mateus.
No objetivo de compreender os resultados das eleições municipais e das políticas públicas na perspectiva da participação e da efetivação dos direitos humanos, a Cáritas Brasileira Regional Maranhão. Os participantes avaliaram a atual conjuntura político-eleitoral estadual e local na perspectiva dos direitos, desenvolveram a compreensão histórica dos conceitos básicos pertinentes às políticas públicas, refletiram sobre os diferentes papéis do Estado frente às políticas públicas e a sociedade, além de conhecer os espaços e mecanismos de participação nas políticas públicas e apontar estratégias locais de participação e controle social das políticas públicas. "O curso e o seminário foram momentos de análise, reflexão sobre a atual conjuntura, onde discutimos os avanços e os retrocessos de acordo com os resultados eleitorais de cada municípios ali representado.
Pensamos no quanto podemos avançar com relação à efetivação da cidadania e dos direitos humanos nos municípios maranhenses, além das estratégias que se utilizam, sendo os resultados favoráveis ou não", afirmou Ricarte Almeida Santos, Assessor de Políticas Públicas da Cáritas Brasileira Regional Maranhão.Um dos momentos que foi bastante esperado na programação foi o painel Conjuntura pós-eleitoral estadual e nacional, apresentado por João Maria Van-Damme (Padre, educador popular, Associação de Saúde da Periferia) e Wagner Cabral (Professor do Curso de História da UFMA).
Durante a explanação dos representantes do múnicipios, numa avalição dos resultados eleitorais, percebeu-se a quantidade de crimes cometidos pelos juízes, promotores, candidatos a prefeitos e vereadores, que contradiz completamente a Lei nº 9840/99, cito como exemplo, o uso da máquina pública para beneficiamento e patrocinio da campanha dos prefeitos candidatos a reeleição, omissão do poder jucidiário e ministério público na punição deste crimes cometidos e até mesmo a participação direta do deste poderes em alguns municípios, a compra de votos (onde se fala que a campanha dos vereadores na compra de voto foi mais cara que a dos prefeitos) e por aí vai...
Foi realizada a criação da LINHA DO TEMPO, onde num trabalho em grupo compreendemos a atuação do ESTADO, SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO (1889 a 2008).
O Curso de Formação em Políticas Públicas e o Seminário de Avaliação dos Resultados Eleitorais aconteceu na Casa-Convento das Irmãs de São José de São Jacinto, no Filipinho. No encerramento foi elaborado uma agenda de compromissos para os próximos meses, na perspectiva de se multiplicar o estudo a vários movimentos e entidades.

Por Jônatas Carlos (representante de São Mateus no Curso)